Blog

26

jun

Ih, esfriou!

A estação mais fria do ano chegou e já pudemos sentir as temperaturas cairem. Porém, quem tem bebê em casa sabe que os cuidados nesta estação devem ser redobrados. De acordo com nossa pediatra, Dra. Andréa Gouveia, algumas dicas são fundamentais:

- Os bebês não devem usar produtos com perfumes, col&o...

23

jun

Os primeiros passinhos, por Telma Barros

A maioria das crianças dá os primeiros passos aos 12 meses, ou seja, assim que completam 1 ano de idade. Nesta fase, elas podem andar bastante apoiadas na parede, soltam as mãos e dão alguns passos (3, 4, 5) para, em seguida, apoiarem-se de novo em algo ou alguém. Geralmente elas começam dando alguns passos e depois abaixam e vão engatinhando, quando acham que a distância é muito longa pra ir andando. Nessa fase elas engatinham muito rápido, acaba ficando tudo mais fácil.

Portanto, para estimular a criança a andar, tem que deixá-la livre no chão e chamar a atenção dela...

15

jun

Hora do parto: acalme-se e informe-se!

No nosso último encontro, o Grupo de Pais Grávidos, que aconteceu dia 10, nós falamos um pouco sobre como se preparar para o parto.

Quem palestrou sobre o tema foi a enfermeira e parteira, Giovana Françani. Ela começou dizendo que o mais importante de tudo é buscar informação, e muita! Por isso, futuros papais e mamãe, não hesitem em perguntar, tirar dúvidas com profissionais da área, trocar experiências com outros pais. Independente do parto a ser escolhido, ao final, é preciso terem certeza e estarem confiantes e tranquilos na escolha que fizeram.

Gio...

04

jun

Qual será o meu parto?

A mulher engravidou. E como se não bastasse o turbilhão de mudanças que vêm junto com essa boa nova, é preciso respirar, focar, se informar e pensar em qual o parto ideal para cada uma.

Orientação médica, esclarecimento, troca de experiências, busca por relatos e tudo mais devem fazer parte do arsenal de informações que precisa ser buscado para poder tomar a melhor decisão. Nesta hora, entra em cena o conhecimento médico sobre o parto mais indicado, quais os riscos para cada mulher levando-se em conta o histórico médico dela, a idade, as condições, e, claro, a parte emocional da mãe, o que ela quer para ela e o bebê, com qual estilo de parto se identifica mais ou sempre sonhou.