Blog

Os primeiros passinhos, por Telma Barros

A maioria das crianças dá os primeiros passos aos 12 meses, ou seja, assim que completam 1 ano de idade. Nesta fase, elas podem andar bastante apoiadas na parede, soltam as mãos e dão alguns passos (3, 4, 5) para, em seguida, apoiarem-se de novo em algo ou alguém. Geralmente elas começam dando alguns passos e depois abaixam e vão engatinhando, quando acham que a distância é muito longa pra ir andando. Nessa fase elas engatinham muito rápido, acaba ficando tudo mais fácil.

Portanto, para estimular a criança a andar, tem que deixá-la livre no chão e chamar a atenção dela para coisas que estão mais no alto. Oriento os pais a colocarem adesivos nas paredes, para elas se interessarem por ficarem em pé. Ficar dando a mão pra criança andar não é tão eficaz porque, ao fazer isso, a criança usa uma musculatura diferente da que ela precisa para andar com equilíbrio.

Empurrar cadeiras é legal,assim como empurrar carrinhos que tenham uma alça grande para ela segurar, e sejam pesados, para não a derrubarem. Se for fazer aquela brincadeira de colocar a criança encostada na parede, ou num sofá, e falar "vem com a mamãe/papai", a dica é: ficar EXATAMENTE NA POSIÇÃO INICIAL. Vejo muita gente se afastar da criança à medida que ela vem andando. Isso é ruim, porque ela perde a confiança, já que, ao ser chamada, ela calcula a distância a ser percorrida e prepara o corpo pra conseguir chegar exatamente naquela distância. Se o adulto se afasta, ela pode se atrapalhar. Muitas desistem de brincar depois disso. Se os pais acharem que ela pode andar uma distância maior, na próxima vez que a chamarem, já se posicionem mais longe ANTES da criança começar a andar.

E, atenção! A criança que não está andando aos 12 meses precisa ser investigada sobre as possíveis causas. Por exemplo, se ela é prematura, é capaz de seu desenvolvimento ainda estar mais adequado à idade corrigida. Outra coisa: ela não está andando sozinha, mas anda apoiada na parede, por exemplo. Isso não é atraso. Agora, se ela não está andando sozinha aos 12 meses, mas também não está andando apoiada na parede; se está começando a levantar-se apoiada nos móveis; se mais engatinha que fica em pé, então ela precisa ser avaliada por um especialista.

Vale ressaltar que o tratamento é fisioterapia, que vai identificar o que está faltando, para permitir que essa criança ande, e então trabalhar em cima disso!